Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sabores da minha cozinha

My kitchen Blog

Sabores da minha cozinha

My kitchen Blog

28
Fev18

Arroz negro

Margarida

IMGP6994-Arroz negro.JPG

Aioli um molho característico dos países mediterrâneos, constituído tradicionalmente por alho e azeite.

Muito semelhante a uma maionese caseira, tanto na forma da sua preparação, como na da sua textura, visto ser uma emulsão de vários ingredientes, embora se permitindo a combinações variáveis.

O arroz negro que provamos na Galiza foi confecionado com a tinta do choco, daí o seu nome, e fez-se acompanhar pelo molho aioli. Segundo informação local e fazendo este parte da cultura gastronómica mediterrânica, casa deliciosamente com arroz, peixes, mariscos, carnes e legumes.

Bom apetite!!

IMGP6989-Arroz negro-Blog.JPG

Ingredientes

1 cebola média

2 dentes de alho

azeite q.b.

1 lata média de tomate em pedaços

1 colher (sopa) pimentão doce

1 kg de chocos (usei lulas)

tinta de choco (usei 2 embalagens de 4g/cada)

1 ½ chávenas de arroz de grão longo

4 ½ chávenas de caldo de peixe (1 lt)

1 embalagem de miolo de camarão (250g)

sal q.b.

salsa picada q.b.

 

 

p/ molho aioli

1 geme de ovo

1 alho s/gérmen

1 colher (sopa) de sumo de limão

sal & pimenta q.b.

azeite ou óleo vegetal

 

Preparação

Para o molho aioli: introduza no copo da varinha mágica os seguintes ingredientes: a gema do ovo, o alho e o sumo de limão, triture bem com a varinha mágica. Comece por adicionar o azeite, em fio, movimentando a varinha mágica de baixo para cima e depois no sentido inverso, sem parar. O molho estará pronto quando atingir uma espessura firme e cremosa.

Para o arroz: num tacho de barro, verta um fio de azeite e faça um refogado com a cebola e o alho picados. Adicione o tomate em pedaços e deixe refogar alguns minutos. De seguida, acrescente o pimentão-doce e deixe refogar mais um pouco, cerca de 5-10 minutos, em lume médio, mexendo sempre até evaporar um pouco o líquido que se formou.

Entretanto, corte as lulas ou os chocos em dados, caso utilize choquinhos pequenos poderá deixá-los inteiros, e acrescente. Envolva bem e adicione a tinta do choco dissolvido em um pouco do caldo de peixe, misture bem e deixe cozinhar cerca de 15-20 minutos, em lume médio.

De seguida, adicione o arroz, envolva bem e deixe cozinhar um pouco, sem deixar de mexer, durante 4-5 minutos. Acrescente o restante caldo de peixe, misture bem, deixe levantar fervura e deixe cozinhar, durante 15 minutos, com o tacho tapado, em lume brando.

Oito minutos antes de terminar o tempo, acrescente o miolo de camarão e deixe cozinhar com o tacho tapado, o restante tempo.

Retifique o sal, tendo em conta que o caldo de peixe já possui sal.

Sirva o arroz negro acompanhado do molho aioli, a gosto.

IMGP6992-Arroz negro-Blog.JPG

IMGP6993-Arroz negro-Blog.JPG

Informação: tempo de preparação- longo; dificuldade- média; doses- 6.

Fonte: receita adaptada de arròs negre

 

20
Fev18

Panna cotta de manga

Margarida

IMGP6977-Panna Cotta de manga-Blog.JPG

A panna cotta é uma sobremesa típica da região italiana do Piemonte, muito conhecida em quase todo o mundo, preparada à base de natas, leite e gelatina.

O seu sabor requintado admite variadíssimos acompanhamentos: chocolates, caramelo, geleias ou coulis de frutas frescas.

Esta foi a minha opção, um toque de vinho do Porto branco e um coulis de manga.

Hummm... sabor exótico, muito saboroso!

IMGP6979-Panna Cotta de manga-Blog.JPG

Ingredientes

p/coulis de manga

1 manga

2 colheres (sopa) açúcar amarelo

1 colher (sopa) de sumo de limão

 

p/panna cotta

1 saqueta de Ágar-agar ou 3 folhas de gelatina

250g de crème fraîche

125g de leite

75g de açúcar em pó

1 colher (café) de açúcar baunilhado

30g de vinho do Porto branco

 

Preparação

Para o coulis de manga: descasque e parta a manga em quadrados. Coloque a manga num tacho, adicione o açúcar amarelo e o sumo de limão, envolva bem.

Deixe cozinhar em lume brando, durante 10 minutos, mexendo bem, até apresentar uma espessura de compota. Retire do fogão e com a ajuda de um garfo, esmague a manga grosseiramente. Deite num recipiente e deixe arrefecer.

Para a panna cotta: num recipiente, introduza o ágar-agar ou as folhas de gelatina, acrescente água e deixe repousar durante 10 minutos, até amolecer.

Num tacho, introduza o crème fraîche, o leite, o açúcar em pó e o açúcar baunilhado. Deixe ferver, em lume brando.

Quando levantar fervura, retire do lume e adicione as folhas de gelatina espremidas,  envolva bem com a ajuda de uma vara de arames, até a gelatina ficar bem derretida.

Adicione o vinho do Porto branco e envolva novamente.

Verta a panna cotta em recipientes e deixe arrefecer. De seguida, coloque no frigorífico durante 3 horas.

Passado esse tempo, adicione por cima o coulis de manga e leve novamente ao frigorífico durante 1 hora.

IMGP6980-Panna Cotta de manga-Blog.JPG

IMGP6985-Panna Cotta de manga-Blog.JPG

IMGP6988-Panna Cotta de manga-Blog.JPG

Informação: tempo de preparação- médio; dificuldade- fácil; doses- 6.

07
Fev18

Sopa cremosa de espargos brancos com cebolinho

Margarida

IMGP6956-Creme de espargos-Blog.JPG

Com o frio que se faz sentir, nada melhor do que uma sopa bem quentinha que nos conforte e aqueça.

Esta sopa, cremosa, pode ser preparada no momento, é muito simples, fácil e fica deliciosa.

Os espargos, como a maioria dos legumes, não são muito calóricos, por isso podemos adicionar um pouco de natas, ajudará na sua consistência, conferindo-lhe também um sabor bastante agradável.

Sirva a sopa com cebolinho, para um toque especial.

IMGP6955-Creme de espargos-Blog.JPG

Ingredientes

1 cebola média

1 chalota

azeite q.b.

1 colher (sopa) de amido de milho

1 frasco/lata de espargos brancos cozidos

½ lt de caldo de carne

1 pacote de natas p/ cozinhar

sal & pimenta q.b.

cebolinho q.b.

 

Preparação

Pique a cebola e a chacota. Introduza num tacho e regue com um fio de azeite. Deixe cozinhar alguns minutos até amolecer.

Acrescente a colher de sopa de amido de milho e envolva bem. Acrescente um pouco do caldo de carne, envolva e deixe levantar fervura.

De seguida, corte os espargos em pedaços e adicione à mistura da cebola no tacho. Envolva e acrescente mais caldo se necessário. Deixe cozinhar cerca de 15 minutos, em lume brando.

Reduza a sopa a puré, com a ajuda da varinha mágica, até apresentar um creme homogéneo. Adicione ½ copo de natas e envolva bem.

Tempere com um pouco de pimenta e se necessário retifique o sal. Tendo em conta que o caldo de carne já tem sal.

Sirva a sopa com cebolinho picado, cortado com uma tesoura de cozinha.

IMGP6956-Creme de espargos-Blog.JPG

Dica: Adicione o caldo de carne pouco a pouco. Depois de adicionar os espargos, se necessário acrescente mais um pouco. No final da confeção, se necessário, acrescente mais um pouco de caldo, até que a sopa apresente uma textura cremosa.

IMGP6963-Creme de espargos-Blog.JPG

Informação: tempo de preparação- rápida; dificuldade- fácil; doses- 4.

Post destacado! Obrigada !!

01
Fev18

Frango na Púcara

Margarida

IMGP6917-Frango na púcara-Blog.JPG

Nesta edição do Dia Um… Na Cozinha desfilarão uma diversidade imensa de receitas de Pratos Tradicionais Portugueses, o tema proposto para este nosso desafio mensal.

Adoro este tema, sou fã de pratos tradicionais, visitar lugares e lugarejos de Norte a Sul de Portugal, provando as suas iguarias mais tradicionais.

Já tenho partilhado convosco algumas receitas tradicionais, esta será mais uma, o nosso delicioso Frango na Púcara, prato regional da Estremadura.

Um prato, segundo se consta faz parte da gastronomia da cidade de Alcobaça. Terá sido criado na década de 1960, possivelmente inspirado na cozinha ancestral da região. Deverá ser preparado num tacho alto de barro, denominado Púcara, um utensílio que encontramos facilmente à venda nesta região.

Ao preparar este prato, o seu aroma transportou-me para memórias antigas, o tão delicioso Frango na Púcara, acompanhado das adoráveis batatas fritas às rodelas, que tantas vezes nos deliciámos, no restaurante da Pensão Corações Unidos, em Alcobaça.

Delicioso, o meu frango na Púcara!

Bom apetite!!

IMGP6921 - Frango na púcara-Blog.JPG

Ingredientes

1 frango, limpo e cortado em pedaços

sal q.b.

1 malagueta seca

colorau q.b.

azeite q.b.

1 fatia grossa de toucinho

1 chouriço de carne

1 ramo de cheiros (salsa, coentros, louro & alecrim)

12 cebolinhas

1 chávena almoçadeira de vinho branco

1 cálice de vinho do Porto

1 chávena almoçadeira de caldo de galinha

2 colheres (sopa) de creme vegetal

1 colher (sopa) de amido de milho

 

Preparação

Coloque o frango num recipiente, tempere com sal, piripiri em pedaços e o colorau, envolva bem e reserve.

Num tacho de barro, verta um pouco de azeite. Junte o toucinho cortado em cubos, o frango reservado e o chouriço cortado em rodelas. Adicione o ramo de cheiros e as cebolas devidamente descascadas. Regue com os dois vinhos e o caldo de galinha.

Acrescente o creme vegetal. Tape o tacho e deixe cozinhar, em lume brando, durante 50 minutos.

Passado esse tempo, retifique os temperos. Dissolva o amido de milho com 2-3 colheres (sopa) de água e acrescente ao tacho, para engrossar um pouco o molho. Deixe apurar alguns minutos, com o tacho destapado.

Sirva o frango na Púcara e acompanhe com batatas fritas ou arroz branco.

IMGP6926 - Frango na púcara-Blog.JPG

IMGP6929 - Frango na púcara-Blog.JPG

Informação: tempo de preparação- médio; dificuldade- fácil; doses- 4.

Logotipo Dia Um... Na Cozinha Fevereiro de 2018.jp

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Logotipo

Blogs Portugal

Parceiros

myTaste.pt Todas as receitas estão no Petitchef

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Desafios

World Bread Day

World Bread Day, October 16, 2017

Blogazine

Marca registada

Todos os textos e fotografias são "temperados e cozinhados" por este Blog. Caso pretenda utilizá-los, por favor, faça-lhes as devidas referências de autoria. Obrigada! Logotipo: bekinha.89@40hotmail.com

Translate my Blog