Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sabores da minha cozinha

My kitchen Blog

Sabores da minha cozinha

My kitchen Blog

Soufflé de medalhões de pescada com coentros

O soufflé é sempre uma sugestão saudável e deliciosa que podemos acompanhar com uma salada e prepará-lo com sobras de peixe, bacalhau ou qualquer outro ingrediente que tenhamos em casa, como: queijos, espinafres, brócolos…

Para além da sua preparação ser um pouco delicada, a forma do soufflé deve ser bem untada para que este possa subir livremente, ficando assim com um aspeto encantador e apetecível.

Sirva-o de imediato e bon appétit !! 

 

 

Ingredientes (p/ 4 pessoas)

4 medalhões de pescada

½ cebola

1 dente de alho

4 ovos

2 colheres (sopa) de manteiga

3 colheres (sopa) de farinha

6 dl de leite magro

sal q.b.

pimenta q.b.

noz-moscada q.b.

sumo de limão q.b.

1 ramo de coentros picados

 

Preparação

Num tacho, coza os medalhões de pescada. Depois de cozidos, deixe arrefecer e com a ajuda de um garfo, desfaça-os em lascas pequenas e reserve. Entretanto, pique a cebola e o alho e coloque num tacho com a manteiga. Deixe refogar por uns minutos até a cebola amolecer. De seguida, adicione a farinha e mexa, junte o leite, pouco a pouco, mexendo sempre até apresentar uma textura cremosa. Retire o preparado e deite-o numa tigela. Adicione a pescada e os coentros, envolva tudo muito bem. Separe as gemas das claras e junte as gemas ao preparado da pescada. Adicione um pouco do sumo de limão, tempere com sal, pimenta, noz-moscada a gosto e envolva. Bata as claras em castelo, adicione um pouco de sal que ajuda as claras a ficarem firmes. Junte as claras ao preparado da pescada, pouco a pouco, envolvendo-as muito bem, lentamente e com suavidade. Unte uma forma de soufflé com manteiga e verta o preparado da pescada.

Leve ao forno, previamente aquecido a 180º, durante cerca de 30-40 minutos.

 

Informação: tempo de preparação- 60 minutos; dificuldade- fácil; aconselhável a crianças- sim; vegetariano- não.

Fonte: Saúde à mesa; nº 102; setembro-2014.

2 comentários

Comentar post