Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sabores da minha cozinha

My kitchen Blog

Sabores da minha cozinha

My kitchen Blog

Tapas & petiscos

Adoro petiscar, tapear… é indiscutível, daí já ter aqui colocado um post sobre "Vamos petiscar".

Sempre que vou a feiras ou eventos gastronómicos, aproveito para degustar alguns petiscos e tapas com sabores diferente, tentando assim perceber quais os sabores que se misturam e quais os ingredientes utilizados. Como não poderia faltar, estes petiscos são sempre bem acompanhados com os nossos vinhos regionais, aconcelhados pelos especialistas.

Assim, e uma vez que estamos na segunda edição da Rota das Tapas, a serem saboreadas em alguns bairros típicos de Lisboa, Bairro Alto, Alfama, Príncipe Real, até 6 de outubro, não quis deixar de aproveitar esta oportunidade para tapear, um conceito típico Espanhol, que não deixa de ser agradável. Serve-me sempre de inspiração e de pretexto para mais tarde poder confecionar, partilhando com a família e com os amigos, algumas sugestões de petiscos e tapas que fui saboreando por aí...

Queijo Camembert com doce de abóbora {#emotions_dlg.evora}

Ingredientes

1 queijo Le camembert

doce de abóbora q.b

canela q.b.

 

Preparação

Corte o queijo às fatias, disponha-o num prato de servir em forma de flor, coloque o doce, no meio do prato. Sirva polvilhado com canela.

Tapas de queijo de cabra com mel e noz {#emotions_dlg.viana_castelo}

 

Ingredientes

1 queijo de cabra curado

1 pão baguete médio

miolo de noz q.b.

azeite q.b.

mel q.b.

 

Preparação

Corte o pão às fatias, coloque no tabuleiro do forno, regue com um fio de azeite e leve ao forno, previamente aquecido a 170º, até o pão ficar douradinho. Retire do forno e coloque por cima o queijo cortado às rodelas. Leve novamente ao forno até começar a derreter, +/- cinco minutos. Retire do forno, coloque num prato de servir, por cima adicione o miolo da noz e regue com um fio de mel.

Tomate com queijo fresco {#emotions_dlg.vila_real}

 

Ingredientes

2 queijos frescos pequenos

2 tomates

orégãos q.b.

azeite q.b.

vinagre q.b.

sal e pimenta preta q.b.

 

Preparação

Corte o tomate e os queijos às rodelas. Num prato de servir, disponha o tomate e o queijo às rodelas intercaladas. Tempere, a seu gosto, com os orégãos, a pimenta preta, o azeite e o vinagre.

Alheira com ovos mexidos {#emotions_dlg.santarem}

Ingredientes

1 alheira

2 ovos

1 colher (sopa) de margarina

Sal e pimenta q.b.

 

Preparação

Tire a pele à alheira. Numa frigideira, derreta a margarina e acrescente o miolo da alheira, deixe alourar. Bata os ovos e acrescente, tempere de sal e pimenta, a gosto. Tenha em atenção os temperos, uma vez que a alheira já é um pouco condimentada.

Sirva polvilhado com um pouco de salsa e acompanhe com pão torrado.

Alheira e morcela no forno {#emotions_dlg.portalegre}

Ingredientes

1 alheira

1 morcela

 

Preparação

Num tabuleiro de ir ao forno, coloque a alheira e a morcela, com um palito faça alguns furos, ao longo dos respetivos enchidos, para que não rebentem quando forem ao forno. Depois, leve ao forno, pré aquecido a 180º, cerca de 10-15 minutos, para que não fiquem muito secos. Corte às rodelas e sirva com pão ou broa, às fatias.

 

Informação: tempo de preparação- 10-15 minutos/cada prato; dificuldade- fácil; não aconselhável a crianças.

Arroz de pato no forno

Esta é uma receita que faço habitualmente, deixa sempre um aroma fantástico na minha cozinha, muito apreciada por todos. Normalmente, para ser mais rápido utilizo peitos de pato e se pretendo fazer esta receita durante a semana, que tenho menos tempo para a sua preparação, cozo sempre os peitos de pato no dia anterior. Assim, deixo tudo preparado… no próprio dia, é só fazer o arroz e colocar no forno.

 

 

Ingredientes (p/ 4 pessoas)

4 peitos de pato

2 chávenas almoçadeiras de arroz

1 chouriço de carne

150 gr de toucinho fumado

1 cebola média

3 dentes de alho

1 colher de sopa de polpa de tomate

½ dl de azeite

2 folhas de louro

Colorau q.b.

Sal q.b

Pimenta q.b.

Noz moscada q.b.

 

Preparação

Num tacho, coza os peitos de pato com bastante água, ½ do chouriço, as folhas de louro e ½ de toucinho fumado, cerca de 40-50 minutos.

Entretanto, faça um refogado com o azeite, a cebola e os alhos picados, deixe alourar e acrescente a polpa de tomate, deixe refogar uns minutos. Depois do pato cozido, coe e  reserve o caldo, deixe arrefecer os peitos. Desfie os peitos, corte o chouriço às rodelas e o toucinho aos bocados e acrescente tudo ao refogado. Adicione um pouco do caldo, para não queimar, e deixe os sabores se misturarem, acrescente um pouco de colorau e deixe ferver. De seguida, junte o arroz, envolva e deixe fritar uns minutos, em lume brando. Adicione o caldo, em quantidade o dobro da medida do arroz, tempere de sal, pimenta e noz moscada, deixe levantar fervura, depois reduza o lume e deixe cozer mais 10 minutos.

Num tabuleiro de ir ao forno, unte-o com um pouco de margarina, coloque todo o preparado e enfeite por cima com a outra metade do chouriço às rodelas e a outra metade do toucinho às fatias. Leve ao forno até ficar douradinho, cerca de 15-20 minutos.

 

Acompanhe com uma salada, a seu gosto!{#emotions_dlg.viana_castelo}

 

 

Informação: tempo de preparação- 1h30; dificuldade- fácil; vegetariano- não; aconselhável a crianças.

 

Sopa de tomate alentejana

Os dias estão mais pequenos, o tempo começa a arrefecer e o estômago a precisar de algo mais aconchegante… Nada melhor que uma sopa bem portuguesa, de tomate alentejana, para celebrar a entrada do outono!

Esta, é uma sugestão da Filipa Gomes, do seu programa "Prato do dia 2", no canal 24 Kitchen, que achei muito sugestiva, nutritiva e simples de confecionar, ideal para estes dias que só nos apetece ao jantar uma sopa, como prato principal.

Ajustei a quantidade dos ingredientes e ficou muito saborosa!

 

 

Ingredientes (p/ 4 pessoas)

1 cebola grande

2 dentes de alho

2 folhas de louro

6 tomates maduros

3 batatas

4 ovos

Pão alentejano q.b.

Azeite q.b.

Sal q.b.

 

Preparação

Num tacho, coloque a cebola picada e deixe refogar com um fio de azeite. Acrescente o louro, o alho e de seguida o tomate cortado em pedaços. Tempere de sal e deixe refogar mais uns minutos. Corte as batatas em pedaços e adicione ao preparado, regue com água até cobrir os legumes. Tape o tacho e deixe cozinhar, em lume brando, /- 15 minutos. Depois dos legumes cozidos, coloque no tacho os ovos, dois a dois, e tape para que os ovos fiquem bem escalfados.

Sirva a sopa numa cama de fatias de pão alentejano.

 

Informação: tempo de preparação- 15 minutos; dificuldade- fácil; vegetariano- sim; aconselhável a crianças.

Bolo de maçã "Bravo Esmolfe"

A maçã é um fruto que naturalmente aparece em setembro para nos relembrar que o outono está a chegar. Assim, para dar as "boas vindas" ao outono, preparei este bolo delicioso com maçãs Bravo Esmolfe, que encontrei no mercado.

Existem variadíssimas qualidades de maçãs e todas elas têm propriedades nutritivas benéficas para a saúde. No entanto, a maçã Bravo Esmolfe destaca-se porque é portuguesa e para além das suas propriedades nutritivas é única no mundo, pois ela deve o seu nome à aldeia de Esmolfe, em Penalva do Castelo, Viseu.

Único é também o seu sabor e o seu aroma, que são maravilhosos e que nos proporcionam iguarias magníficas, tais como: doces, bolos, tartes…

 

Ingredientes

150 gr de manteiga

150 gr de açúcar

225 gr de farinha

3 ovos

1 colher (chá) de fermento em pó

3 colheres (sopa) de leite

3 maçãs Bravo Esmolfe

 

Preparação

Num recipiente, bata a manteiga com açúcar e vá juntando, pouco a pouco as gemas. Acrescente a farinha, o fermento e o leite. Mexa muito bem e acrescente, aos poucos, as claras batidas em castelo, até formar uma massa homogénea. Numa forma de abrir, previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha, deite a massa. Descasque e corte as maçãs em rodelas e coloque por cima da massa, até preencher a forma. Polvilhe com canela e açúcar. Leve a cozer ao forno, previamente aquecido a 180º, durante 40 minutos.

Sirva polvilhado com açúcar em pó.

 

 

"Outono é outra primavera, cada folha uma flor." (Albert Camus)

Uma boa opção para celebrar o outono!{#emotions_dlg.evora}

 

 

Informação: tempo de preparação- 30 minutos; dificuldade- fácil; vegetariano- sim; aconselhável a crianças.

Arroz de cabidela de frango do campo

Por vezes, na minha cozinha, temos iguarias que são destacadas e cozinhadas por outros amantes da cozinha. Foi o caso de hoje, onde os sabores do Minho estiveram em alta e o Z. nos preparou um delicioso arroz de cabidela à moda do Minho. Este arroz, foi guarnecido com um saborosíssimo vinho verde tinto, que tanto serviu para dar um sabor especial à cabidela, como também serviu para nos acompanhar neste delicioso manjar, que tantas recordações nos trouxeram. Tempos em que a sua avó confecionava, na aldeia e com galinhas do campo caseiras, este delicioso pitéu.

Uma boa sugestão para um almoço de domingo! 

 

 

Ingredientes (p/ 4 pessoas)

1 frango do campo c/ saco do sangue

½ dl de vinagre

1 dl de vinho verde tinto

½ dl de azeite

2 cebolas médias

6 dentes de alho

80 gr de toucinho fumado

1 ramo de salsa

2 folhas de louro

1 malagueta seca pequena

1 ½ chávena almoçadeira de arroz agulha

pimenta q.b.

cominhos q.b.

sal q.b.

 

Preparação

Num tacho, faça um refogado com azeite, cebolas e alhos picados, salsa picada, louro e pimenta, deixe amolecer por uns minutos. Acrescente o toucinho cortado aos quadrados e deixe refogar, mais uns minutos. Acrescente o frango, cortado aos pedaços, a malagueta e os cominhos, mexa até o frango alourar em todos os lados. Acrescente a água quente até cobrir o frango, deixe cozer, em lume brando, por +/– 45 minutos.

À parte, num recipiente, junte o sangue, o vinagre e o vinho. Depois de o frango estar cozido, acrescente a água, o dobro da medida do arroz, deixe levantar fervura e adicione o arroz. Retifique os temperos e deixe cozer, em lume brando, mais 10 minutos. Depois de estar cozido adicione a mistura do sangue, deixe levantar fervura uns segundos, e sirva imediatamente.{#emotions_dlg.santarem}

 

Informação: tempo de preparação- 1h30; dificuldade- médio; vegetariano- não; não aconselhável a crianças; ingrediente principal- frango.

Fonte: Sabores do minho

 

Chacuti de frango

O Chacuti é um prato de origem goesa que muito aprecio, já o tinha degustado, mas ainda não o tinha experimentado fazer. É um prato simples e fácil de confecionar, em que a sua essência está na quantidade diversificada de condimentos (lista de condimentos em baixo) que compõem o seu tempero. Estes condimentos devem ser todos moídos com o pilão e depois assados numa frigideira antiaderente. Quando estiverem bem assados, junta-se o coco ralado e um pouco de óleo, mexe-se tudo até formar uma massa homogénea. É depois com esta massa que se vai preparar o Chacuti.

Esta receita foi-me, gentilmente, concedida e explicada pela proprietária da casa AYUR, onde encontrei todos estes condimentos já pré preparados, o que nos facilita no tempo despendido na confeção do Chacuti, e fica muito saboroso. A casa AYUR é um espaço que recomendo visitarem, pois encontramos à venda variadíssimos produtos ingleses e asiáticos. De entre os vários produtos alimentares naturais, as variadíssimas especiarias e os diversos sabores de chá, encontramos também, para além de receitas indianas, os utensílios para servir ou confecionar as receitas, o que se torna muito útil na preparação de um jantar ou almoço para amigos ou familiares.

Uma excelente sugestão!

 

Ingredientes (p/ 4 pessoas)

1 kg de peitos de frango

1 cebola média

2 alhos

1 colher (chá) de gengibre ralado

2 colheres (sopa) de vinagre

1 caldo de carne

Óleo q.b.

 

Condimentos

4 cardamomo

2 colheres (chá) de cominhos

1 colher (chá) coentros

1 colher (café) pimenta em grão

6 cravinhos

1 pau de canela

1 colher (chá) de açafrão

½ noz moscada

1 colher (chá) de mostarda em grão

2 colheres (sopa) de coco ralado

 

Preparação

Corte os peitos de frango aos bocados e num recipiente tempere-os com sal. Num tacho, refogue a cebola e os alhos picados com um pouco de óleo. Entretanto, seguindo as instruções da embalagem, devemos bater, com a varinha mágica, o conteúdo da embalagem em dois copos de água quente, onde se dissolveu previamente o caldo de carne e juntar esta pasta ao refogado, bem como o frango, o gengibre e o vinagre. Deixe cozer em lume brando durante 30 minutos.

Acompanhe com arroz branco basmati.{#emotions_dlg.default}

 

 

 

Informação: duração- 50 minutos; dificuldade- fácil; não aconselhável a crianças; vegetariano- não.

Tarte de requeijão

A tarte de requeijão é uma sobremesa agradável e muito simples de fazer. O seu sabor é um pouco intenso devido ao requeijão, no entanto a junção do sumo de limão dá-lhe um "toque" mais agradável e suave, atenuando assim a intensidade do sabor do requeijão.

Fica saborosa!

 

 

Ingredientes

2 requeijões

7 ovos

350 g de açúcar

2 limões (sumo)

1 embalagem de massa quebrada de compra

 

Preparação

Triture os requeijões, adicione o açúcar, o sumo de limão e bata com a batedeira. Adicione os ovos um a um, continue a bater até obter um creme homogéneo.

Forre uma forma de tarte, com fundo amovível, com a massa quebrada, pique o seu fundo com um garfo e preencha a forma com o preparado. Leve ao forno, previamente aquecido a 180º, a cozer cerca de 40-50 minutos.

Bom apetite!{#emotions_dlg.blink}

 

 

 

Informação: tempo de preparação- 30 minutos; dificuldade- fácil; aconselhável a crianças.

Lombos de pescada na cataplana com miolo de camarão

Já aqui tinha colocado um post de uma receita na cataplana, também ela de peixe. Neste caso, como tinha lombinhos de pescada ultracongelados e como gosto de cozinhar alimentos na cataplana, resolvi confecioná-los com o miolo de camarão. Ficou muito saboroso, pois este utensílio, característico do Algarve, deixa sempre os alimentos com um sabor único e muito especial.

É sem dúvida uma boa sugestão para um almoço de domingo!{#emotions_dlg.blink}

 

 

Ingredientes (4 pessoas)

8 lombinhos de pescada

500 gr de miolo de camarão

1 caldo de marisco Knorr

½ lata de tomate pelado aos pedaços

1 cebola grande

4 batatas médias

1 tomate grande

3 dentes de alho

½ pimento verde

½ pimento vermelho

2 folhas de louro

sal e pimenta q.b.

colorau q.b.

1 copo de vinho branco

azeite q.b.

1 malagueta sem sementes

1 molhinho de coentros

 

Preparação

Coloque no fundo da cataplana as cebolas e as batatas cortadas às rodelas. Por cima e em camadas, adicione o peixe, o tomate, os dentes de alhos, os pimentos, as folhas de louro, o tomate pelado e a malagueta picada. Tempere de sal e pimenta, acrescente o colorau e o caldo de marisco esfarelado. Regue com o vinho branco e o azeite. Tape a cataplana e ponha a cozer em lume brando, +/-25 minutos. Abra a cataplana com cuidado, coloque o miolo de camarão, volte a fechar e deixe cozinhar mais 5 minutos, até os camarões ficarem com uma cor avermelhada. Sirva, por cima, com os coentros picadinhos.

Bom apetite e um bom domingo! {#emotions_dlg.evora}

 

Informação: tempo de preparação- 45 minutos; dificuldade- fácil; ingrediente principal- peixe.

Filetes de peixe Galo com molho tártaro

O peixe Galo é um peixe de mar, muito comum na nossa costa. Tem umas características muito próprias, a sua cor é acastanhada e as suas feições  são pouco elegantes, uma vez que apresenta uma cabeça e uma boca que se poderão dizer enormes, descomunais.

No entanto, os seus filetes são muito apreciados e feitos de variadíssimas maneiras, a sua carne é bastante saborosa, branquinha e até muito delicada, quando comparado com o seu aspeto quase que grotesco. 

 

 

Ingredientes (p/ 4 pessoas)

800 gr de filetes

2 limões (sumo)

2 dentes de alho

2 colheres (sopa) de azeite

Sal e pimenta q.b.

 

molho tártaro

2 gemas de ovo cozido

3 colheres (sopa) de maionese

1 cebolinha picada

Salsa picada q.b.

1 colher (sopa) de picles

1 colher (chá) de mostarda

Sal e pimenta q.b.

Vinagre q.b.

 

Preparação

Num recipiente, tempere os filetes com sumo de limão, alho picado, azeite, sal e pimenta. Deixe marinar um pouco. Entretanto, faça o molho tártaro. Num recipiente, junte as gemas do ovo desfeitas, a cebolinha picada, os picles picados, a mostarda e o vinagre, envolva tudo muito bem com a maionese. Tempere de sal e pimenta, moída no momento, e reserve no frigorífico enquanto frita os filetes, previamente passados por farinha e ovo batido, em óleo não muito quente.

Sirva com o molho tártaro e  acompanhe com uma  salada, a seu gosto.{#emotions_dlg.blink}

 

Informação: tempo de preparação- 60 minutos; dificuldade- fácil; aconselhável a crianças.

Fonte: molho tártaro - Gastronomias

Frango com mel e especiarias

Uma receita muito simples e rápida de Viriato Pã, como já vem sendo habitual no seu programa "Prato do dia". Dá-nos sempre ótimas sugestões para refeições práticas e saborosas. Nesta sugestão, ao assarmos o frango com o mel, este não lhe dá apenas um sabor adocicado, como também torna a sua pele muito mais estaladiça e deliciosa.

Uma receita, no canal 24 Kitchen, que pode sempre rever aqui.

 

 

Ingredientes (p/ 4 pessoas)

1 frango

3 colheres (sopa) de mel

1 colher (sopa) de mostarda

4 dentes de alho

1 limão

Azeite q.b.

Sal e piripiri q.b.

 

Preparação

Num recipiente, junte o mel, a mostarda, os alhos picados, o sumo do limão, o azeite, o sal e o piripíri. Faça uma marinada e envolva todo o frango com este preparado, para que ganhe algum sabor. Coloque o frango num pirex e leve ao forno, previamente aquecido a 200º, durante +/– 45 minutos.

Sirva com umas batatinhas assadas, cortadas ao meio e temperadas com sal, azeite, piripíri e um pouco de pimentão doce.

 

Informação: tempo de preparação- 50 minutos; dificuldade- fácil; vegetariana- não; não aconselhável a crianças.

Pág. 1/2